“Será que existe alguém ou algum motivo importante, que justifique a vida ou pelo menos esse instante?
Eu vou contando as horas e fico ouvindo passos… Quem sabe o fim da história de mil e uma noites de suspense no meu quarto…”
 
 
Sou o tipo de pessoa que se perde fácil em pensamentos, talvez por que vivo grudadas com eles…
Para mim, a melhor forma de se identificar qualquer sentimento (amor, raiva, ódio, saudade…), é quando nos deixamos levar por nós mesmos, sem medos, sem angústias e principalmente sem represálias…
Do que adianta viver cercado de medos se eles são traiçoeiros e nos impedem de viver as coisas mais importantes… Por mais que alguns (ousem) a dizer que nossos medos nos protegem do sofrimento, eles também nos protegem da felicidade. É  impossível viver sem arriscar…

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s