A vida como uma viagem de trem

Para quem já me conhece, sabe que gosto de comparar nossa vida com uma viagem de trem. Não simplesmente por ter a necessidade de compará-la com alguma coisa, mas por achar que essa é uma boa ilustração de como somos responsáveis pelos caminhos que seguimos…

Dê partida na viagem, no dia do seu nascimento (mesmo que nessa época você não guie seus passos sozinhos), é a partir desse dia que a sua rota começa. No começo ela será guiada por outro maquinista – seus pais- que por um bom tempo decidirão por você o que é bom ou ruim, e são eles que ajudarão você a se tornar a pessoa que será para o resto da vida. Então não fique bravo por não ser independente desde cedo, e aprenda que você nunca será 100% independente.

Depois de certo tempo, você cresce, e aprende que é hora de assumir o lugar dos seus pais, e começar a tomar decisões sozinhos… É a partir desse momento, que a sua viagem começa a se ter de total responsabilidade sua…

Tenha cada estação como paradas que a vida te obriga ou te dá à possibilidade de fazer. E que em cada parada pessoas novas podem entrar na sua vida, algumas podem sair por um tempo, e retornarem em outra estação. Como também podem não retornar nunca mais… Nem sempre a escolha da  volta é sua, ou dela… Chega uma hora que Deus chama essa pessoa  para outra viagem, e ela tem que partir (queiramos ou não)…

Em cada estação que parar pode ser que seja uma boa ideia deixar as portas abertas por mais tempo, para que ninguém fique de fora da sua viagem, da sua vida… E ela terá possibilidade de escolher entrar ou sair… Mas, lembre-se que por vezes pode ser necessário que você desça da cabine de maquinista, para pegar as pessoas pela mão, olhar em seus olhos, e mostrar a confiança de que precisam, de que você nunca as abandonará…

Pode vezes tenha a certeza que de vale a pena deixar sua vida no “piloto automático” para que você possa percorrer vagão por vagão, juntar todas as pessoas em um vagão só, aproveitar os momentos únicos e preciosos… Assim como chegará uma época que você sentirá necessidade de levar pessoas para sua cabine, para que elas ajudem você nos rumos certos a seguir (é normal ficar em dúvida e inseguro, não se desespere por isso).

Você também terá a oportunidade de mudar o destino dos trilhos que seu trem percorre. Porque nem sempre o que julgávamos como certo em uma altura da vida, será certo para sempre, e é sempre bom saber que você pode errar sim e mudar o destino dos trilhos.

Depois de tudo isso tenha a certeza de que você é o autor da sua própria história, e responsável pelos caminhos que você segue. E que é sempre possível recomeçar quando achar necessário.

Deixe cada vez mais pessoas entrarem na sua vida, acolha todos que estão nas estações. Seja generoso, paciente e compassivo… Tenha o coração aberto para as possibilidades que possam surgir e saiba sempre que uma boa palavra afaga o coração e traz alegria.

Aprecie e faça uma boa viagem!

3 pensamentos sobre “A vida como uma viagem de trem

  1. PARABÉNS, Fernanda! O texto traça com exatidão e de forma emocionante a comparação entre nossa vida e uma viagem de trem.

    Grande Abraço, ótima semana

    Léo
    @leonardosuzano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s