O Jovem e a Escolha Profissional

Para alguns escolher uma profissão a seguir pode ser uma tarefa simples e prazerosa, mas para outros, isso pode se tornar um bicho de sete cabeças. E convenhamos que essa escolha não é nada fácil. Pois, além de você escolher uma faculdade, ela será sua profissão para o resto da vida.

Imagine um jovem com seus 17 anos tendo que escolher uma carreira a seguir em meio a um leque de opções. Nada fácil, não é? Esse jovem indeciso começa a pensar no que gosta e quer fazer para o resto da vida, e começa a gostar da ideia, mas de uma hora para outra percebe que as coisas não são bem assim… E que aquilo realmente não é o que ele quer. Começa a escolha tudo de novo…

Tenho amigos que passaram por isso, e acabei vivendo meio que involuntariamente essa situação. Nessas horas eu ficava realmente feliz de ter minha decisão em mente há tempos ( mas isso é assunto para outro parágrafo).

Tenho uma amiga que pensou em fazer todas as engenharias possíveis, e outros cursos que não tinham muito haver com essa área. Lembro que pouco tempo antes do vestibular, ela mudou de curso e ninguém sabia. Hoje, aparentemente ela está feliz cursando Engenharia de Materiais.

Outros casos para citar não me faltam, época de colégio sempre deixa uma saudade gostosa, e muita coisa na memória. Algumas extremamente engraçadas outras nem tanto… E no fim fica tudo com um gostinho de quero mais… Mas certas fases não voltam e tem que ser aproveitadas exatamente naquele momento.

Mas, não se assuste existem aqueles que têm plena certeza do que querem para a vida, logo cedo, e não precisam ficar se descabelando quando o vestibular está batendo a sua porta. Esses, apenas procuram saber mais sobre os cursos, as aulas, as faculdades. Apenas informações necessárias para quem não precisa se preocupar muito.

Fui esse tipo de aluna, que sabia o que queria fazer desde muito cedo, e não pensou em mudar. Procurei apenas algumas informações extras, conhecer laboratórios…

Calma, calma… Não se desespere caso tenha chego a essa altura do texto, e está pensando… Poxa já passei por isso, fui um aluno indeciso. Ou, se você está passando por isso…

Que tal um teste vocacional? Já ouviu essa frase?

Fazer um teste vocacional não é uma coisa vergonhosa. Fiz alguns que sempre deram a mesma coisa. E por incrível que pareça cheguei a fazer um que deu 100% humanas. Depois desse não fiz mais nenhum, nem para passar tempo. Talvez um teste vocacional seja uma boa opção para os indecisos. Mas, cuidado! Procure testes sérios. Porque existem uns que é óbvio que se você marcar tudo relacionado à saúde, o resultado será voltado a área de saúde ou biológicas. E não minta nos testes, afinal você não está lá de bobeira.

Concluindo, é isso… Desespero não ajuda ninguém. Vá com calma, pense bem. E pense em todas as possibilidades. Caso comece a fazer algo que não goste, e pensar em desistir, não encare isso como um fracasso. Desistir não é fracassar, e sempre há tempo para recomeçar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s