Telemarketing – sempre uma relação conflituosa

Quantas vezes o telefone já tocou em sua casa, e do outro lado da linha era aquela “simpática” atendente te oferecendo cartão de crédito, telefone, anúncio em lista telefônica, até a mãe se fosse possível elas dariam um jeito de te oferecer.

Tudo começa quando você atende ao telefone, e já é aquela pessoa com um tom de voz agradável, com a maior educação te oferecendo o produto X, Y ou Z. Depois de alguns minutos (isso mesmo, bastam apenas alguns minutos), você já falou que não deseja o produto pelo menos umas três vezes. E a criatura insistente não deu a mínima atenção para as suas falas de “não eu não quero”. Nessa altura do campeonato ela já tentou vender  a mãe, o Cristo Redentor, e até terreno no céu pelo telefone, e já deve ter falado que se será possível inclusive sair voando caso adquirindo o super produto.

Exatamente, agora você já deve estar se lembrando de quantas vezes isso aconteceu com você, e pode ser que esteja rindo.

Outro dia lendo uma publicação semanal deparei-me com um texto humorístico, contando a seguinte situação: Uma atendente de telemarketing liga na casa de uma pessoa para oferecer uma linha adicional da telefônica. O cliente pensando em pregar uma peça na moça começa a tratar como se também fosse uma central de telemarketing em sua casa. Perguntando diversos dados, como número da matrícula na telefônica, nome completo. Tudo isso nunca se esquecendo de pedir para aguardar um momento, porque o computador estava processando os dados. Sem sombra, de dúvidas uma situação no mínimo inusitada para a atendente. No final, o resultado foi a moça perdendo a paciência e desligando o telefone na cara do dono da casa.

Aí eu te pergunto: – Até que ponto vai nossa paciência diante dessas situações?

E, uma coisa é certa. Sou extremamente grata ao Procon, pelo bloqueio de telemarketing em linhas residenciais. Agora possa atender ao telefone tranquila sem correr o risco de passar por qualquer situação estressante, com telemarketing. Sem falar da vontade que sempre passei em desligar o telefone na cara de um deles, porém minha educação nunca deixou isso acontecer.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s